Aberta licitação para nova avenida

Sessenta dias. Essa é a expectativa da Administração Municipal para o início das obras de construção do Corredor de Transporte Coletivo Leste/Oeste da Cidade, que contempla a nova ligação de Mogi das Cruzes com Suzano através da extensão da Avenida Guilherme Giorgi (entre Braz Cubas e Jundiapeba). A licitação para contratação da empresa que executará os serviços avaliados em R$ 135 milhões foi publicada na última semana e as interessadas em concorrer devem entregar, na Prefeitura, os envelopes com a documentação e a proposta comercial até o próximo dia 15, às 8h30. A primeira fase da concorrência, que é a verificação dos documentos, está marcada para o mesmo dia, às 9 horas.

 

A nova avenida, paralela à linha do trem e à saturada Rodovia Mogi-Suzano (SP-66), é a grande aposta do Município para melhorar as condições de infraestrutura e logística das empresas instaladas, já que ela permitirá o acesso ao Trecho Leste do Rodoanel, na cidade de Suzano.

 

“Acredito que em mais 60 dias estaremos começando a construir essa avenida e passaremos a ter dois importantes acessos ao Rodoanel – pela Mogi-Dutra/Ayrton Senna e pela Guilherme Giorgi. Isso vai facilitar muito a logística para as empresas”, pontua o prefeito Marco Bertaiolli (PSD).

 

Esse investimento na Guilherme Giorgi – a via sairá da Perimetral, em Braz Cubas e fará a interligação com a Jorge Bei Maluf, em Suzano – contemplará ainda a recuperação e duplicação da Avenida Tenente Onofre Rodrigues, no Núcleo Industrial da Vila São Francisco. “Ela será totalmente recuperada e terá pista dupla, com canteiro central”, diz o prefeito, ao citar que a obra avançará também pela Avenida Cavalheiro Nami Jafet, atravessando a linha do trem e chegando à Rua Professor Flaviano de Melo.

 

Resultado de uma parceria do Município com os governos estadual e federal, a obra na Avenida Guilherme Giorgi prevê a duplicação do trecho existente (da divisa com Suzano até a estação de Jundiapeba), avançando até o Rio Jundiaí – próximo da fábrica da Coca-Cola. Serão duas pistas para cada sentido, calçadas e ciclovia, além de uma rotatória próxima ao Real Park Tietê e um terminal de ônibus junto à estação ferroviária.

 

A partir do Rio Jundiaí, seguindo em direção à Perimetral, em Braz Cubas, a avenida passará a contar também com canteiro central e o número de pistas será elevado para três em cada sentido.

 

O corredor de ônibus, que fará a ligação expressa de Jundiapeba até o Centro da Cidade, vai circular junto ao canteiro central. Ao todo, o corredor terá 15 quilômetros de extensão, sendo que seis deles serão na nova Guilherme Giorgi. O trecho restante é justamente pela Tenente Onofre, Cavalheiro Nami Jafet e Flaviano de Melo, chegando no Terminal Central.

O prazo para execução da obra é de 18 meses e a Prefeitura espera que a concorrência, que definirá a empresa vencedora pelo melhor preço, ocorra sem maiores contratempos e possa ser finalizada dentro dos próximos 60 dias. A princípio, a Administração Municipal buscou fazer a pré-qualificação das empresas, porém, 16 empresas demonstraram interesse em executar a obra e passaram a disputar entre si, inclusive partindo para a Justiça. Isso, segundo o prefeito, poderia atrasar ainda mais o início das obras, portanto, a Prefeitura anulou o edital e, agora, soltou a concorrência pelo modelo tradicional.

 

“Muitas empresas querem executar uma obra com o valor da que estamos fazendo, principalmente num momento como este, que está tudo parado no País. Agora, portanto, vai ganhar aquela que estiver com a documentação em dia e apresentar o melhor preço”, argumenta o prefeito. (Mara Flôres)

 

(Fonte: O Diario)

Aproveite todas as licitações públicas em um só lugar!