ÁREA DO ASSINANTE
  Esqueceu sua senha?  

Notícias

Dnit pode abrir novo processo de licitação

23 de Janeiro de 2018

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) lançou o edital 0372/17-22 para contratação de empresa para a execução de serviços de recuperação e manutenção do pavimento das pistas e acostamentos na BR-364 entre Porto Velho e Rio Crespo, mas encontra percalços para iniciar as obras no trajeto Jaru-Ariquemes, que corresponde a mais de 140 quilômetros de via.

Em novembro de 2017 o Dnit convocou a empresa vencedora da licitação para assinar o contrato e inciar as obras, mas alegando problemas financeiros relacionados ao aumento dos insumos houve recusa. A empresa que ficou como segunda colocada na licitação também se negou a assumir o projeto, então foi chamada a terceira colocada que tem até amanhã (24) para apresentar um posicionamento ao Dnit. “A empresa que ganhou a licitação faria por 63 milhões uma obra que tem o orçamento de 90 milhões, só que ela desistiu e como as outras colocadas devem fazer as obras pelo mesmo valor existe a recusa”, explicou Claudio André Neves, superintendente substituto do Dnit.

Caso nenhuma das empresas inscritas no processo de licitação aceitem a proposta um novo edital será lançado pelo Dnit, enquanto isso o trecho Jaru e Ariquemes segue apresentando problemas de tráfego para população. O programa federal “Agora é Avançar” criado em novembro de 2017 tem orçamento de 130 bilhões de reais para finalizar 7.439 em todo o País, em Rondônia ainda estão em andamento 15 pontes na BR 429 que vão de Presidente Médici a Costa Marques, o viaduto da Campo Sales e a ponte do Abunã que faz a ligação Rondônia e Acre.

Quinze pontes em fase de conclusão na Br-429

De acordo com Cláudio André Neves as 15 pontes na BR-429 estão em finalização. “Elas foram feitas de concreto e assim que passar o período chuvoso serão finalizadas as cabeceiras e feita a pavimentação”, explicou. No que diz respeito ao viaduto da Campos Sales as obras tem orçamento de mais de R$ 4 milhões. “A empresa tá trabalhando normalmente fazendo aterro com pedras para poder trabalhar na época da chuva”, disse Neves afirmando que a previsão para conclusão das obras é em setembro 2018.

A ponte do Abunã que faz a ligação Rondônia e Acre está 70% concluída, ela tem três quilômetros de extensão e conta com investimento de R$ 54 milhões. Neves garante que o trajeto atual entre Rondônia e Acre está normal e tranquilo, caso a situação venha a piorar o Dnit em conjunto com Jirau e Santo Antônio realizarão o alteamento dos pontos mais críticos da BR. “A medida emergencial é jogar pedra para elevar em cerca de um metro o nível da rodovia para que o trânsito ocorra fora da água”, explicou.

Segundo Neves para evitar preocupações em possíveis enchentes do futuro as usinas de Jirau e Santo Antônio apresentaram ao Dnit nacional um projeto de alteamento de 2 metros nos pontos mais críticos das vias que ligam Rondônia e o Acre, atualmente ele está em fase de aprovação em Brasília e a previsão é que até o final de 2018 as obras iniciem.

Fonte: Diário da Amazônia